Centro Israelita | Coloca-se as velas de um modo, acende-se de outro: os segredos da Chanukiá
19985
post-template-default,single,single-post,postid-19985,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Coloca-se as velas de um modo, acende-se de outro: os segredos da Chanukiá

Coloca-se as velas de um modo, acende-se de outro: os segredos da Chanukiá

Ao anoitecer de 2 dezembro – portanto, em cerca de 20 dias – daremos início à celebração de Chanuka. E um dos costumes mais tradicionais aponta para o acendimento da Chanukiá.

Ao longo dos séculos, evoluíram diversos costumes para o acendimento das velas. E o mais aceito atualmente segue a tradição de dar a mesma importância aos lados direito e esquerdo da Chanukiá, indicando que Deus está presente em todos os lugares.

As velas, portanto, são inseridas da direita para a esquerda (cada nova vela é acrescentado ao lado esquerdo da anterior), porém o acendimento se dá da esquerda para a direita. Ou seja, a cada dia, a vela nova é a primeira a ser acesa até completarmos os oito dias em que lembramos a libertação dos judeus de Israel da opressão dos greco-sírios no século II a.c.

No Comments

Post A Comment