Centro Israelita | O beijo em objetos religiosos é uma antiga tradição
19964
post-template-default,single,single-post,postid-19964,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

O beijo em objetos religiosos é uma antiga tradição

O beijo em objetos religiosos é uma antiga tradição

Na Bíblia, o beijo é visto mais do que um simples cumprimento. É uma expressão de afeto, devoção e reverência. Esaú e Jacó se beijam depois de ficarem sem se ver por longo tempo. Aarão beija seu irmão Moisés. Samuel beija o rei Saul. Orfa beija Noemi, sua sogra.

Desde os dias bíblicos, os objetos sagrados têm sido recebidos com um beijo, para indicar a lealdade a Deus. A Torá é beijada pelas pessoas quando a levam em cortejo pela sinagoga, ou por uma pessoa, quando esta pronuncia as bênção sobre ela. A mezuzá é tocada e beijada pelas pessoas que entram ou saem de casa. As franjas do talit são beijas sempre que a pessoa o veste. Quando um livro sagrado cai, ele é beijado após ser levantado do chão. E assim os judeus em todo o mundo seguem este antigo costume…

No Comments

Post A Comment