Centro Israelita | Parashat Vaerá
19118
post-template-default,single,single-post,postid-19118,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Parashat Vaerá

Parashat Vaerá

Entramos já na segunda parashá do livro de Shemot. Portanto, começamos a explorar as historias que aconteceram durante o êxodo do Egito. E um dos enigmas que nos apresenta este texto está no momento em que traduz a postura do Faraó frente à libertação do povo hebreu. Diz assim:

¨Então, disse o Senhor a Moisés: O coração do Faraó está obstinado; recusa deixar ir o povo.¨ Shemot 7:14

No hebraico, a frase é ainda mais complicada para explicar. Utiliza-se a palavra Kaved para dizer que o coração do Faraó estava pesado. Mas o que significa isso? Como é um coração pesado?

Temos várias interpretações para isso Em seu Chumash, o Rabino Ederey Z”L compila as posturas mais interessantes e aponta que Rashi entende que isso significa que o Faraó era muito obstinado. Por outro lado, Abravanel explica de forma bem diferente. Para ele, a Torá descreve que o coração do Faraó era assim porque ele era insensível ao sofrimento do povo hebreu. Na essência, ter um coração pesado consistiria em não sentir empatia pelo outro e só se preocupar consigo mesmo.

Atualmente, quase não há mais escravidão e existem poucos faraós de carne e osso. Porém, temos muitas pessoas com corações pesados, que não se sensibilizam e não ajudam o outro.

Peço que avalies em quais condutas tu achas que endureces teu coração e o quanto podes embrandecê-lo…porque imagina o peso que tu carregas no peito andando por aí com um coração pesado…

Shabat Shalom
Rabino Marcos Perelmutter

No Comments

Post A Comment