Centro Israelita | Purim e o costume de Mishlôach Manot
20258
post-template-default,single,single-post,postid-20258,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Purim e o costume de Mishlôach Manot

Purim e o costume de Mishlôach Manot

É costume, conforme indicado na Meguilat Esther (9:22), enviarmos presentes em Purim. E este costume é chamado de Mishlôach Manot, uma expressão de regozijo pela vitória de Esther, que frustrou os planos de Aman para aniquilar os judeus da Pérsia no século V a.C. Este ato consiste em repassar dinheiro para os pobres e guloseimas para amigos, vizinhos e parentes.

A ideia de assinalar uma ocasião festiva enviando presentes (manot) é bem antiga, sendo mencionada no livro de Neemias (8:10), no qual Esdras ordenou aos judeus que comemorassem a alegre ocasião da retomada da leitura da Torá (após um intervalo de vários séculos) enviando presentes aos necessitados. Como a palavra manot (presente ou porções) é utilizada no plural, tornou-se tradição mandar ao menos dois produtos comestíveis para os amigos e também caridade para os pobres.

No Comments

Post A Comment