Centro Israelita | Tragédias mais recentes de 17 de Tamuz
20724
post-template-default,single,single-post,postid-20724,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Tragédias mais recentes de 17 de Tamuz

Tragédias mais recentes de 17 de Tamuz

Tzom Tamuz, o jejum de 17 de Tamuz. Em 5779, este jejum deve ser realizado no próximo domingo (21 de julho).

Foi nesta data que Moisés desceu do Monte Sinai e estilhaçou o primeiro conjunto das Tábuas da Lei ao ver o Bezerro de Ouro. Este dia de tristeza também relembra a queda das muralhas de Jerusalém por Nabucodonosor e os babilônios em 586 antes da Era Comum.

No entanto, há outros fatos mais recentes, ocorridos na mesma data do calendário judaico, que poucos lembram, mas que também merecem destaque:

*Em 1239, o papa Gregório IX ordenou o confisco de todos os manuscritos de Talmud, as milenares tradições orais judaicas.

*Em 1391, mais de 4.000 judeus espanhóis foram mortos nas fogueiras pelos cristãos em Toledo, na Espanha.

*Em 1559 o bairro judeu de Praga foi queimado e saqueado pelos cristãos.

*Em 1944, toda a população judaica do gueto Kovno foi enviada para a morte nos campos de concentração.

No Comments

Post A Comment